Casa + Estúdio

✪   Prêmio ASBEA 2014

0159.TerraTuma.CasaStudioLapa-MK3_1328a

0159.TerraTuma.CasaStudioLapa-MK3_0904

0159.TerraTuma.CasaStudioLapa-MK3_1300

0159.TerraTuma.CasaStudioLapa-MK3_1293

0159.TerraTuma.CasaStudioLapa-MK3_1388

0159.TerraTuma.CasaStudioLapa-MK3_1282

0159.TerraTuma.CasaStudioLapa-MK3_1372

0159.TerraTuma.CasaStudioLapa-MK3_1356

São Paulo SP | 2014

morar | trabalhar | morar

O programa é cada vez mais comum, principalmente nas grandes cidades onde o valor da terra e do tempo são decisivos.

A área tornou-se uma unidade tão preciosa que exige ao projeto alçar novas relações e ressignificar a produção do espaço.

O tempo é chave para busca de novas soluções em nossas vidas. Estabelece novas sistemáticas para um cotidiano que tende a ser cada vez mais cheio de trânsito/deslocamentos e vazio de permanência/desfrute.

O programa estabelece um edifício para o qual não há denominação, é casa e estúdio também. Duas funções distintas que o projeto buscou mediar e criar uma relação harmoniosa e funcional.

O morar e trabalhar se unem neste espaço criado para suprir as necessidades de um cliente que buscava a praticidade nesta aproximação sem deixar de lado a interdependência das funções.

A fim de resguardar a autonomia dos setores os acessos são separados. A casa foi implantada na parte mais alta e frontal do lote, já o estúdio na porção posterior, aproveitando-se do declive natural do terreno, o que propiciou o pé-direito necessário à atividade.
Os dois programas se encontram numa área de privilegiada vista, no mesmo nível da casa.

Copa, vestiários, pátio e escritório do estúdio avistam a área de fotografar por cima e participam do estúdio sem interferir em sua circulação própria e intensa.

Memorial descritivo

O edifício se resume estruturalmente em alvenarias autoportantes e vigas metálicas. Este sistema procura a simplicidade e a agilidade depois de um trabalho de modulação e articulação dos espaços a fim de racionalizar a obra.

Os pisos das áreas internas são em laje zero. As áreas externas são em piso intertravado, onde existe um maior fluxo, e em pedrisco nos pátios de descanso.

A cobertura em telha sanduíche isola termicamente todas as áreas e dispensa forros. As águas pluviais são direcionadas para a área atrás do estúdio em dois reservatórios enterrados capazes de reservar 15.000 litros que podem ser reutilizados.

As passagens de elétrica e hidráulica são aparentes, fazem parte da mesma lógica de montagem de uma obra limpa com atividades que não competem entre si no fazer e desfazer dos serviços.

_

living | working | living

The program is more and more ordinary, mainly in big cities where the land value and the time are decisive.

The area become so valuable that requires to the project catch up new relations and meanings to the space production.

The time is the key to get new solutions in our lives. It sets up new systematic for a daily behavior wich has been much more full of traffic/move and empty of staying/enjoying.

The program defines a building that doesn´t have a denomination, is a house and a studio too. Two diferent functions that the project searched to balance and create a harmony and functional relationship.

Living and working join at this built space made to solve the client needs that wanted the easiness with the approach incluiding the interdependence of functions.

In order to preserve the autonomy of the sections the accesses are separeted. The house was located on the highest and frontal of the ground, and the studio on the back part, enjoying the natural slop, providing the necessary height to the activity.

Both programs link in one area with a good view, at the same level of the house.

Pantry, changing room, yard and studio´s office have the view to the photograph area from the top and join the studio withuot interfering at itself and intense circulation.

description

The building structure can be summed up in freestanding walls and stell beams. This system looks for simplicity and agility after a work with modulation and articulation of the spaces in order to rationalize the construction.

The interior floor areas are made of exposed concret. The outside areas are made of interlocked floor, where there are more flow of people , and small stones in the relaxing yards.

The covering with composed tiles isolates thermally all the areas and doesn´t need lining. The raining water are directed to the back of the studio to two buried tanks with 15000 liters capacity that can be reused.

The electrical and hydraulic tubes are exposed, they are part of the same logical of a clean construction with activities that doesn´t compete with each other to do or undo the the activities.

Créditos | Credits

Arquitetura | Architecture
Terra e Tuma Arquitetos Associados
Danilo Terra, Pedro Tuma e Fernanda Sakano
Benoit Lanon, Bruna Hashimoto, Denis Ferri, Giulia Sofia Galante, Jéssica Zanini, Jhonny Rezende

Construção | Construction
Construtora Pires de Andrade

Fotografias | Photography
Pedro Kok

Share Project :